PETIT GÂTEAU SAUDÁVEL (isso existe?)


Cá em casa celebramos os meios anos de vida dos miúdos.
Gosto de arranjar desculpas para os levar para a cozinha. 
E gosto ainda mais de encontrar pretextos para celebrarmos a vida.
O novo livro da Pitada do Pai, um blog obrigatório para quem quiser ficar a conhecer novas receitas saudáveis e práticas para toda a família, foi o nosso guia. O resultado está à vista.




Celebrar os meios anos de vida dos miúdos foi um ritual que aprendi com a querida Magda Gomes Dias, especialista em parentalidade positiva.
A vida deve ser celebrada sempre que possível. Essa é, aliás, uma das bases da pedagogia Montessori, da qual gosto de beber alguns princípios e sobre a qual vos falarei neste blog.

A Frederica fez dois anos e meio na sexta-feira passada, dia 16 de Março.
Como deve acontecer com a maioria de vocês, à semana tenho sempre pouco tempo para estar na cozinha. Precisava, por isso, de uma receita simples e rápida.
E, já agora, precisava de uma receita com chocolate [cacau, neste caso]. 
A Frederica está num claro processo de afirmação pessoal e familiar e tem repetido muitas vezes que já não é bebé, que já é crescida.
Um bolo com chocolate é a prova de que todos cá em casa estão de acordo com este amadurecimento (tão rápido) da nossa Frederica.

O petit gâteau com gelado de morango (aboli o gelado porque, como vos disse, não tínhamos muito tempo) do novo livro do Rui Marques, da Pitada do Pai, não demora mais de cinco minutos a ser confeccionado.
É um bolo de caneca que vai ao micro-ondas e para o qual só são precisos quatro ingredientes: ovo, banana madura, cacau cru e manteiga de amendoim [eu usei manteiga de amêndoa porque era o que tinha em casa]. À excepção da manteiga de amêndoa, utilizei ingredientes biológicos. 
Para além do sabor mais intenso, estou crente que farão toda a diferença na saúde dos meus filhos a longo prazo.

Como é habitual cá em casa, os miúdos ajudaram na confecção deste petit gâteau (a receita mais próxima que encontrei on-line foi esta, mas o melhor será mesmo comprarem o livro para descobrirem mais receitas).
Cantamos os parabéns os quatro - momento de grande alegria para a Frederica- e provamos todos um bocadinho deste bolo maravilhoso.

Soube a pouco é certo, quase tão pouco como souberam estes dois anos e meio de vida da Frederica.
Julgo que isso é sinal de que foi bom demais, não?




Comentários